PARTICIPANTES EM CONFERÊNCIAS E MESAS REDONDAS

V SIALAT – EVENTO PRÉ-ALAS

Agustin Lao-Montes – Professor de sociologia na Universidade de Massachusetts/Amherst, Estados Unidos, atuando no Centro de Estudos Latino-Americanos e Caribenhos e professor no doutorado em Estudos Afro-Americanos na Colômbia. É ativista intelectual afrodescendente de origem porto-riquenha, doutor em sociologia histórica. Entre os livros mais recentes publicados ver Contrapunteos Diaspóricos. Cartografias políticas de Nuestra Afroamérica, Universidade Externato, 2020, Colômbia.(Colômbia).

Foto: Garapa – Coletivo Multimídia / Wikimedia Commons.

Ailton Krenak – Ativista do movimento socioambiental e de defesa dos direitos indígenas, organizou a Aliança dos Povos da Floresta que reúne comunidades ribeirinhas e indígenas na Amazônia. É comendador da Ordem de Mérito Cultural da Presidência da República e doutor honoris causa pela Universidade Federal de Minas Gerais e pela Universidade Federal de Juiz de Fora. (Brasil)

Edna Castro – Professora Emérita da UFPA e Presidenta da Sociedade Brasileira de Sociologia/SBS. Ex diretora do Núcleo de Altos Estudos Amazónicos e coordenadora do PPG em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido/NAEA. Foi presidente da ANPUR e diretora da SBPC e da ANPOCS. Entre suas últimas publicações estão Pensamento crítico latinoamericano, CLACSO/Annablume, 2019; Decolonialidade e Sociologia na América Latina, NAEA/UFPA, 2018; e Povos Indígenas do Alto Rio Negro e dominação colonial. A resistência na contra-corrente de missões, missionários e militares, ed. Valer, 2024 (co-edição com Joaquina Barata Teixeira, Valdecir Palhares e Antônio Maria dos Santos). (Brasil)

Breno Bringel – Professor do Instituto de Estudos Sociais e Políticos (EESP) da UERJ. Coordenador o Observatório de Geopolítica y Transciciones Ecosociales(GeoEcos). Membro do Comitê Diretivo da Associação Latino-americana de Sociologia (ALAS). Atua nas áreas de sociologia política, teoria social e sociologia latino-americana e suas pesquisas atuais abordam três temas principais: as transformações do ativismo e dos movimentos sociais contemporâneos; a política das transições socioecológicas; e a circulação transnacional de conhecimentos, ideias e protestos. Entre suas publicações: Movimentos Sociais na Era Global (com Maria da Glória Gohn), Vózes, 2022; Desbordes: estallidos, sujetos y porvenires en América Latina. Quito: Fundação Rosa Luxemburgo, 2021 (com Alexandra Martínez y Ferdinand Muggenthaler) (Brasil)

Ana Laura Rivoir – Professora do Departamento de Sociologia da Universidade de la Republica de Uruguay/UDELAR, onde coordena o grupo ObervaTIC. É ex-Presidente da Associação Latinoamericana de Sociología (ALAS). Doutora pelo Programa de Doutorado sobre Sociedade da Informação e Conocimiento (Universidad Oberta de Catalunya, España. Licenciada en Sociología (Universidad de la República, Uruguay). Possui estudos sobre as transformações experimentadas nas sociedades contemporâneas em suas estruturas e processos sociais. Realiza conferências e cursos de pós-graduação em universidades e instituições acadêmicas nacionais e internacionais (Uruguay).

José Vicente Tavares dos Santos – Professor titular na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde ocupou vários cargos de direção, dentre eles: Pró-reitor de Pesquisa, Diretor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) e Diretor do Instituto Latino-americano de Estudos Avançados (ILEA). Também coordenou os seguintes grupos de pesquisa: Violência, Segurança e Cidadania (CLACSO), Research Committee Social Control and Deviance (RC29-ISA) e Violência e Cidadania (GPVC-UFRGS/CNPQ), do qual foi o idealizador e fundador. Foi editor da revista Sociologias, da UFRGS e entre seus livros mais recentes: Paradoxos da segurança cidadã (com César Barreira). P.A., Tomo Editorial, 2016; Segurança cidadã (com Ligia Madeira), P.A. Tomo Editorial/FDRH-RS, 2014; Conflictos sociales, luchas sociales y políticas de seguridad ciudadana (com César Barreira et alii), Toluca, México, UAEM/CLACSO, 2013 (Brasil)

Jesus M. Díaz Segura – Professor da Universidad de Santo Domingos, Vice-presidente da ALAS e Presidente do XXXIV Congresso da ALAS em novembro de 2024, Caribe, República Dominicana. É sociólogo e membro da Asociación Dominicana de Sociología (ADOS), membro fundador do Grupo Jaragua, sobre ecologia, e membro da Sociedad Otras Memorias, sobre história oral de Buenos Aires na Argentina. Universidad de Santo Domingos, Caribe (República Dominicana).

Gilberto Marques – Professor da Faculdade de Economia e da Pós-graduação em Economia da UFPA. Doutor em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (CPDA/UFRRJ), e membro da Diretoria da Associação Nacional de Economia Política (SEP) como Coordenador do Fórum Verdade, Democracia e Reparação, da SEP. Atua principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento; mineração; natureza; economia política, política econômica e estatização (Brasil).

Adélia Miglievich Ribeiro – Professora da UFES e Diretora da SBS. Socióloga. Mestre em Sociologia, doutoroa em Ciências Humanas/Sociologia pelo PPGSA/IFCS/UFRJ. Foi Professora na Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), e atualmente é professora adjunta da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), onde atua na graduação em Ciências Sociais e em dois Programas de Pós-Graduação, respectivamente, Ciências Sociais (PGCS) e Letras (PPGL- mestrado e doutorado). Suas pesquisas concentram-se, de um lado, em sociologia dos intelectuais, história das ciências sociais e pensamento social latino-americano; de outro, em teoria crítica, reconhecimento e pós-colonial (Brasil)

Edila Arnaud Moura – Professora titular da UFPA, atua na área de Sociologia do Programa de Pós-graduação em Sociologia e Antropologia (PPGSA), onde foi coordenadora na gestão de 2015 a 2017. Diretora da Sociedade Brasileira de Sociologi/ SBS. Atualmente é diretora do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Pará(IFCH/UFPA). Desenvolve pesquisas sobre temas relativos às dinâmicas demográficas e às políticas de desenvolvimento que afetam as pequenas populações amazônicas, meio ambiente e populações tradicionais em Mamirauá (Brasil)

Eunapio do Carmo – Professora da UFPA, mestre em Planejamento do Desenvolvimento pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA/UFPA), doutor em Educação(PUC-RJ) e pós-doutor em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (PPGDSTU/NAEA). É professor do Curso de Serviço Social e coordenador de Pós-graduação e Pesquisa da UFPA-Campus Marajó Breves. Membro do Grupo de Pesquisa GETTAM. Desenvolve trabalhos sobre os temas: impactos socioambientais, desenvolvimento local, sustentabilidade, políticas públicas, gestão territorial, cultura, reestruturação produtiva e relações de trabalho. (Brasil)

Sirlei Silveira – Professora do Departamento de Sociologia e Ciência Política, do ICHS, da UFMT. Doutora em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003). Tem experiência de pós-graduação na Área de Linguagens, com ênfase em Literatura e Realidade Social, e em atividades de direção e assessoramento na área educacional e cultural. Desenvolveu pesquisa sobre os seguintes temas: América Latina, Amazônia, fronteira, imaginário, cultura brasileira, Estado e sociedade, literatura e pensamento social. Entre seus livros: Em busca do país do ouro: sonhos & itinerários, Edo, 2009; (Brasil)

José Heder Benatti – É professor titular do Instituto de Ciências Jurídicas/ICJ, da UFPA e atua no PPG de Direitos Humanos. Foi Diretor Adjunto do ICJ , Diretor Geral do Instituto de Ciências Jurídicas. Foi presidente do Instituto de Terra do Pará (Iterpa), membro da Comissão de Direito Ambiental da IUCN e do Instituto o Direito por um Planeta Verde. Entre outras atividades, foi professor visitante na Universidade da Flórida (EUA) em 2005; presidente da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (1992-93); fundador e membro do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (1995-2005). Seu principais temas de pesquisa são: Amazônia, populações tradicionais, unidade de conservação, regularização fundiária e posse agroecológica social. (Brasil)

Paulo Sérgio Weyl – Professor Adjunto da Universidade Federal do Pará, atuando na Faculdade de Direito e no Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos (PPGD), onde foi coordenador no período de 2017 a 2021. Presidente do WFK-DH, Instituto de Direitos Humanos; Ex Consultor Jurídico do Ministério do Trabalho e Emprego. (Brasil)

Aianny Naiara Gomes Monteiro – Doutora em Direito pelo PPG em Direito da UFPA (PPGD/UFPA). Assessora do Ministério Público Agrário do Estado do Pará/MPPA e desenvolve pesquisas na clínica de Direitos Humanos da Amazônia (CIDHA/PPGD/ UFPA). Foi assessora jurídica na organização não-governamental Rede Justiça nos Trilhos, onde atuou no acompanhamento jurídico de ações e com educação popular em diretos humanos. Tem experiência com direito agroambiental, direitos humanos e direito. (Brasil)

Elielson Pereira da Silva – Professor Substituto na Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), e Pós-Doutorando do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA/UFPA). No doutorado desenvolveu a pesquisa intitulada “Necrosaber e regimes de veridição: governamentalidade bioeconômica da plantation do dendê no Brasil e na Colômbia”, com intercâmbio acadêmico realizado no Instituto de Estudios Regionales (INER), da Universidad de Antioquia, Colômbia. Atua em projetos de pesquisa sobre necrosaber, regimes veridicionais das novas plantations, mineração em terras tradicionalmente ocupadas e direitos territoriais de povos e comunidades tradicionais. (Brasil)

Manoel Andrade – Professor Titular da UnB e coordenador do Núcleo de Estudos Amazônicos (NEAz) do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (CEAM). Doutor em Agronomia, área de concentração em Economia Agrária e Sociologia Rural, no Instituto Superior de Agronomia (ISA) da Universidade de Lisboa (ULisboa). Atualmente é professor na Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAV) da Universidade de Brasília (UnB). Tem pesquisas sobre diversas regiões brasileiras na interface interdisciplinar e política voltada à sistemas agroflorestais e modos de vida de populações camponesas e tradicionais. (Brasil)

Nirvia Ravena – é Professora Titular do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos-NAEA/UFPA atuando no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido-PPGDSTU. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Políticas Públicas, atuando principalmente nos seguintes temas: Governança, Regulação, Ação Coletiva, Comportamento Político e Comportamento Ambiental. (Brasil)

Leila Ferreira – Professora Titular da Universidade Estadual de Campinas desde 2004. Foi presidente da ANPPAS (2004-2008). Membro do Lead Faculty of the Earth System Governance Project desde 2005. Professora visitante no Programa top China-Shangai Jio Tong University/ Summer Course – China. Atualmente coordena o Grupo de Estudos Brasil/ China junto ao Centro de Estudos Avançados da UNICAMP. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: sociologia ambiental, sustentabilidade, interdisciplinaridade, questão ambiental e teoria (Brasil)

Eduardo Gudynas – é sociólogo e pesquisador do Centro Latino Americano de Ecología Social(CLAES). Em 2016 tornou-se o primeiro Latino-americano a assumir a Cátedra Arne Naess em Justiça Global e Meio Ambiente da Universidade de Oslo, na Noruega. Suas contribuições versam sobre temas como meio ambiente e desenvolvimento. (Uruguay).

Foto: Jonathan Hurtado/Servindi

Marcela Vecchione – Professora do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, da UFPA PhD em Ciência Política/Relações Internacionais pela McMaster University. Suas principais áreas de pesquisa são a questão indígena nas Relações Internacionais, colonialismo e pós-colonialismo, Panamazônia e suas fronteiras, teoria do desenvolvimento, meio-ambiente e questão da terra na América Latina, análise de política externa e internacional relacionando comunidades e seus direitos territoriais com mudanças, evoluções e relações entre o sistema internacional e o sistema doméstico brasileiro no que toca à regularização de terras, o estabelecimento de políticas agrícolas e agrárias, bem como à proteção da sociobiodiversidade (Brasil)

Nils Edvin Asp Neto- Programa de Pós-Graduação em Biologia Ambiental é Oceanógrafo, doutor em Geologia Costeira pela Universidade de Kiel, na Alemanha. Atualmente é professor associado da Universidade Federal do Pará, onde atua no ensino de graduação, pós-graduação e pesquisa. Atua nas áreas de oceanografia física e geológica, geologia e geomorfologia costeira/marinha. Em 2014 foi eleito como membro afiliado (2014-2018) da Academia Brasileira de Ciências – ABC (Brasil)

Felipe Milanez- Professor do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos(IHAC), da Universidade Federal da Bahia, e professor permanente dos programas de pós graduação em Ciências Sociais (PPGCS) e Cultura e Sociedade (Pós Cultura). Integra o comitê de coordenação do Grupo de Trabalho Ecologías Políticas desde Abya Yala, do CLACSO (Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais), lidera o Grupo de Ecologias Políticas e Humanidades Ambientais (CNPQ), integra o PINEB (Programa de Pesquisas sobre Povos Indígenas do Nordeste Brasileiro) e o GT Saúde e Ambiente (Abrasco). Trabalha com ecologia política, humanidades ambientais, genocídio-ecocídio, pensamento decolonial e os comuns (CLACSO/UFBA). (Brasil)

ANDRÉS FELIPE ORTIZ GORDILLO (Colombia). Educador e investigador social. Doctorado en Sociología y Antropología del PPGSA UFPA. Integrante del colectivo ComoLaCigarraRadio.com.

GABRIELA CONDORI LAURA (Bolivia): Unas radios a nuestro estilacho… Veintitantos años experienciando en la comunicación comunitaria e intercultural

Gabriela hace parte de las radios de la Red de la Diversidad desde Bolivia, que nacen en un contexto de fuerte desesperanza en las posibilidades de transformación y de hegemonía totalizante neoliberal, para repensar la acción cultural y la transformación social desde la diversidad y los aportes de las cosmovisiones indígenas, la participación juvenil y el campo cultural como lugar de resolución de lo político.

DIANA ISABEL VILLALBA YATE (Colombia): Protejamos a Ima, la madre tierra Pijao

Indígena Pijao de Colombia, hija de médicos ancestrales y Lideresa del Resguardo Indígena San Antonio de Calarma (Colombia). Licenciada en pedagogía infantil y técnica en sistemas, con estudios en democracia y justicia ambiental y en gestión de proyectos comunitarios. Hace parte de grupos para la defensa de la madre tierra como «Tejiendo pensamiento Pijao», la Red Coral y la escuela de defensoras ambientales en el marco del Acuerdo de Escazú.

MÓNICA MONTALVO (México): Comunicamos los mundos que soñamos. El quehacer de la Sandia Digital

Mónica es antropóloga social, maestra y doctorante en Desarrollo Rural. Desde el año 2007 trabaja en torno a la defensa del territorio y la comunicación desde la academia, los medios libres y junto con movimientos sociales. En el 2018 se integró a La Sandía Digital, donde es parte de eje de tierra y territorio.

VILMA ANGÉLICA CHUY (Guatemala): Resistencia y persistencia contemporánea de los Pueblos Indígenas en Guatemala.

Mujer indígena Maya Kaqchikel. Activista comunitaria, defensora de los derechos individuales y colectivos de los Pueblos Indígenas y de la Madre Tierra.

ANDRÉS TAPIA (Ecuador): Experiencias de comunicación política y contra hegemónica desde el Movimiento Indígena en la Amazonia central del Ecuador

Licenciado en Ciencias Biológicas, con maestrías en Ciencias y en Biodiversidad de Áreas Tropicales y su Conservación. Entre 2016 y 2023 fue Dirigente de Comunicación de la Confederación de Nacionalidades Indígenas de la Amazonía Ecuatoriana CONFENIAE, y co fundador y director de Radio La Voz de la Confeniae. Articulista en medios académicos y participa como analista de actualidad en diferentes medios de comunicación en Abya Yala.


Miguel Serna(UDELAR/Uruguai)- é ex-presidente do Colegio de Sociólogos del Uruguay, professor titular e diretor do Departamento de Sociologia da Universidad de la Republica Urugay(UDELAR). Possui vasto histórico de publicações, artigos, capítulos e livros nas temáticas de Elites econômicas, políticas e desigualdade social na América Latina, também é coordenador de Grupo de Trabalho(GT) nesta temática na Asociación Latinoamericana de Ciencia Política(ALACIP), no Centro América, Conselho Latino-americano de Ciências Sociais(CLACSO) e Asociación Latinoamericana de Sociología(ALAS). (Uruguay).

l

Francisco Reyes – É da Directiva Associação Colombiana de Sociologia. Professora da Universidade Nacional de Colombia, da Universidade Santo Tomás, do Externado, da Escola Superior de Administração Pública, do Rosário, da Javeriana. Tem trabalhado em ONG como CINEP (trabalhava na equipe que publicou “Cien días vistos por CINEP”), Foro pela Colômbia e a Corporação Ofélia Uribe. Pesquisador em tópicos de conjuntura política, formação política, desenvolvimento regional, participação cidadã, educação ética e comportamento eleitoral, com múltiplas publicações de artigos em periódicos e capítulos de livros. (Colômbia).

Foto: Site ACS (Asociación Colombiana de Sociología).

Marina Abrego – É Presidenta Associação de Sociólogos Graduados da Universidade de Panamá. É socióloga e ativista, trabalha em programas de migração e gênero no Panamá. Integrantes do Foro Internacional Migrações e Conflitos Internacionais em Centro América, Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO), Universidade de Panamá e Universidade Especializada das Américas.(Panamá).

Eduardo Arroyo – Presidente do Colégio de Sociólogos do Peru. É professor titular na Universidade Ricardo Palma desde 1974 até a atualidade. Professor no Mestrado em Sociologia da Universidade Nacional Mayor de San Marcos. Tem tido uma longa trajetória de Publicações de Artigos, Capítulos e Livros, entre os últimos Diplomacia y política en América latina (2012), Geopolítica mundial y el rol de América Latina (2016). (Peru)

Foto: Site Colegio de Sociologos Peru

Héctor Poggiese. É professor da FLACSO/CLACSO na Argentina. Possui graduação em Direito pela Universidad de Buenos Aires e mestrado em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (Rio de Janeiro). Atualmente é professor titular da Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales(FLACSO/Argentina). Possui vários trabalhos publicados, entre estes: Políticas ambientales en el Cono Sur; Energización rural y participación social. (Argentina).


Elis de Araújo Miranda – geógrafa, mestre em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido pela Universidade Federal do Pará (2001) e doutora em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006). Atualmente é professora da Universidade Federal Fluminense(UENF) e coordena o Laboratório de Pesquisa em Cultura, Planejamento e Representações Espaciais desde 2009. Colaboradora da Assessoria de Cultura da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2020-2023). Pesquisa os seguintes temas: política cultural, análise de paisagem, metodologias de planejamento participativo e gestão de Espaços Culturais.

Zelia Amador – Professora Emérita da Universidade Federal do Pará(UFPA), doutora em Ciências Sociais(UFPA), atriz e diretora de teatro, ativista do Movimento Negro, é membro fundadora do Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará (CEDENPA) e NEAB Grupo de Estudos Afro-Amazônico (GEAM/UFPA). É Assessora de Diversidade e Inclusão da UFPA e Coordenadora da Casa Brasil-África UFPA. (Brasil).

Flávia Silva dos Santos – Quilombola da Comunidade Rio Genipaúba, Abaetetuba, Pará, Brasil. Advogada e Pedagoga. Doutoranda e Mestra pelo Programa de Pós Graduação em Direito da UFPA; Advogada da Coordenação das Associações Quilombolas do Estado do Pará – MALUNGU (Brasil)

Sara Alonso ( Universidade Ramon lul-Barcelona/Espanha) – foi professora do Departamento de Ciências Humanas da Faculdade de Comunicação e Relações internacionais Blanquerna- Universitat Ramon Llull /Barcelona (Espanha). Atualmente é professora do Máster oficial de estudos Avançados em Exclusão Social da Universitat de Barcelona e da Escola Universitária de Enfermagem Campus Docent de Sant Joan de Deu (Espanha). Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia Social e Cultural (Espanha).

Marcos Colón – Professor da State University Florida e no Programa de Assuntos Internacionais da Florida State University. Doutor em estudos culturais pela Universidade de Wisconsin-Madison, diretor do documentário “Beyond Fordlândia e do documentário “Pisar Suav emente pela Terra”. É pesquisador em temas amazônicos sobre conflitos e territórios e criador da Revista Amazônia Latitude (Estados Unidos).

Jane Beltrão – é mestre em Antropologia Social e doutora em história. Professora Emérita da Universidade Federal do Pará, atuando no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas/IFCH. Foi vice-presidente da Associação Brasileira de Antropologia/ABA.Possui enorme contribuição para o progresso da ciência na instituição e para a região, pesquisando Amazônia, povos indígenas e comunidades tradicionais. Também foi pioneira e referência nas Políticas de Ação Afirmativa para Povos Indígenas e Quilombolas no Norte,participando da coordenação do Programa de Ação Afirmativa para Povos Indígenas e Populações Tradicionais da UFPA (Papit). (Brasil)

José Angel Quintero Weir – é ativista intelectual indígena, membro do povo Añuu, Professor Departamento de Humanidades e Educação na Universidad Autonóma Indigena de Zulia(UAIN). Se dedica à anos aos estudos indígenas na Venezuela. (Venezuela).

Bruno Malheiros – Professor da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará – Campus de Marabá e doutor em Geografia pela Universidade Federal Fluminense. Coordena do Laboratório de Estudos em Território, Interculturalidade e R-Existência na Amazônia (LaTierra). Tem experiência de pesquisa nos seguintes temas: Geografia da Amazônia; Geohistória da Amazônia; Conflitos territoriais na Amazônia; Geografia dos Grandes Projetos de desenvolvimento; Discurso e produção do espaço; Questão agrária na Amazônia; Educação do campo; e Geografia e Pensamento decolonial. (Brasil)




SEMINÁRIO INTERNACIONAL AMÉRICA LATINA E CARIBE: POLÍTICAS E CONFLITOS CONTEMPORÂNEOS

PROGRAMAÇÃO DE MESAS REDONDAS

Dia 24/04

Manhã – 08h30 às 10h30

Local: Auditório do Centro de Convenções Benedito Nunes

MR 01 – Democracia e conjuntura política na América Latina e Caribe

Moderadora: Edna Castro – Professora da UFPA. Presidenta da SBS (Brasil)

Expositores:

Bruno Bringel – Professor do IESP/UERJ. Diretor da ALAS (Brasil)

Ana Rivoir – Professora da UDELAR. Ex-Presidente da ALAS (Uruguay).

Gilberto Marques – Professor da UFPA e Coordenador do Fórum Verdade, Democracia e Reparação.

Adélia Miglievich Ribeiro – Professora da UFES. Diretora da SBS.

Manhã – 10h30 às 12h30

Local: Auditório do Centro de Convenções Benedito Nunes

MR 02 – Pensamento latino-americano: rupturas para uma sociologia crítica cosmopolita

Moderadora: Edila Arnaud Moura – Professora Titular da UFPA. Diretora do IFCH/UFPA (Brasil).

Expositores:

José Vicente Tavares-dos-Santos – Professor da UFRGS. Ex-Presidente da ALAS (Brasil).

Ana Rivoir – Professora da UDELAR. Ex-Presidente da ALAS (Uruguay).

Edna Castro – Professora da UFPA. Presidenta da SBS (Brasil)

Jesús M. Díaz Segura – Professor da Universidad de Santo Domingos, Vice-presidente da ALAS (República Dominicana)

Dia 25/04

Manhã – 08h30 às 10h30

Local: Local: Auditório do NAEA

MR 03 – Territórios expropriados, violação de Direitos Humanos e estratégias jurídicas de garantias fundamentais: o conflito entre empresas da cadeia do dendê e Comunidades na Amazônia Paraense.

Moderador: José Helder Benatti – Professor Titular da UFPA (Brasil)

Expositores

Paulo Sérgio Weyl – Professor da UFPA. Presidente do WFK-DH, Instituto de Direitos Humanos (Brasil) ,

Aianny Monteiro – Assessora do Ministério Público Agrário do Estado do Pará/MPPA.

Manoel Andrade – Professor da UnB e coordenador do NEAz/CEAM/UnB (Brasil).

Elielson Pereira da Silva – Professor da UFRA (Brasil).

Manhã – 10h30 às 12h30

Local: Auditório do NAEA

MR 04 – Urgências climáticas, agentes presentes no debate pré-COP 30 e perspectivas em conflito

Moderadora- Nirvia Ravena – Professora da UFPA e atua no PPGDSTU (Brasil).

Expositoras

Leila Ferreira – Professora da UNICAMP, ex-presidente da ANPPAS (Brasil)

Eduardo Gudynas – Sociólogo e pesquisador do CLAES (Uruguay).

Nils Edvin Asp Neto – Professor Titular da UFPA. Pesquisador do CIAM (Brasil).

Marcela Vecchione – Professora da UFPA e atua no PPGDSTU (Brasil)

Felipe Milanêz – Professor da UFBA, atua no GT de Ecologia Política do CLACSO.

Tarde: 14h00 às 16h00

Local: Auditório do NAEA

MR5 – Sociedades en movimiento y defensa de la vida en Abya Yala. Experiencias altercomunicativas

Moderador: Andrés Felipe Ortiz Gordillo, Doutor pelo PPGSA, UFPA (Colômbia)

Expositores

Gabriela Condori Laura, Red de la Diversidad (Bolivia)

Mónica Montalvo, La sandía Digital (México)

Vilma Angelica Chuy, Consejo del Pueblo Maya CPO (Guatemala).

Diana Isabel Villalba Yate, Resguardo Indígena San Antonio de Calarma (Colombia)

Andrés Tapia – Sacha, ex-dirigente de Comunicación de la Confeniae (Ecuador)

* MR proposta a partir da Colômbia e formada por lideranças de coletivos e movimentos sociais.

Tarde – 16h às 18h

Local: Auditório do NAEA

MR 06 – Geopolítica, conflitos sociais e questões do desenvolvimento na América Latina: a agenda pública e sociológica em debate

Moderador: Miguel Serna – Professor da UDELAR e Ex Presidente do Colegio de Sociólogos del Uruguay, (Uruguay).

Expositores:

Edna Castro – Professora da UFPA. Presidenta da SBS (Brasil).

Francisco Reyes – Directiva Asociação Colombiana de Sociología (Colômbia).

Marina Abrego – Presidenta Associação de Sociólogos Graduados da Universidade de Panamá (Panamá).

Eduardo Arroyo – Presidente Colégio de Sociólogos do Peru (Peru).

* MR proposta pela Rede de Associações e Faculdades de Sociologia da Associação Latino-Americana de Sociologia/ALAS.

Dia 26/04

Manhã – 08h30 às 10h30

Local: Local: Auditório do NAEA

MR 7 – Racismo, racialização e pensamento decolonial na América Latina e Caribe

Moderador: Eunápio do Carmo – Professor da UFPA no Campus de Breves (Brasil

Expositores:

Zelia Amador – Professora Emérita da UFPA. Coordenadora da Casa Africa-Brasil (Brasil)

Agustin Lao-Montes – Professor na Universidade de Massachusetts (Colômbia).

Flávia Silva dos Santos – Quilombola, doutoranda da UFPA e Advogada da MULUNGU (Brasil).

Sara Alonso – Professora do Máster da Universidade de Barcelona (Espanha).

Manhã – 10h30 às 12h30

Local: Local: Auditório do NAEA

MR 08 – Pensamento indígena, territórios e rupturas epistemológicas face às narrativas coloniais

Moderador Marcos Colón – Professor da State University Florida (Estados Unidos).

Expositores

José Angel Quintero Weir – Professor da Universidad Autónoma Indigena de Zulia, membro do povo Añuu (Venezuela)

Jane Beltrão – Professora Emérita da Pará, ex-Vice diretora da ABA (Brasil).

Bruno Malheiros – Professor da UNIFESSPA. Coordena o Laboratório LaTierra (Brasil)

Ailton Krenak – Ativista do movimento socioambiental e de direitos indígenas. Doutor honoris causa pela UFMG e UFJF (Brasil).

————————————————————————————————————-